(DOC. VP 210.7190.2501.2475)

STF. Recurso ordinário em habeas corpus. Pena-base estabelecida acima do mínimo legal. Utilização pelo magistrado sentenciante, na operação de dosimetria penal, das circunstâncias judiciais antecedentes, personalidade e conduta social em face de alegada multiplicidade de condenações criminais do réu. Inadmissibilidade do critério resultante da consideração da existência de várias sentenças penais condenatórias, ainda que transitadas em julgado, para efeito de aplicação das circunstâncias personalidade e conduta social, por não se confundirem estas com os maus antecedentes. Doutrina. Precedentes. Recurso de agravo improvido. CP, art. 59.

– A jurisprudência desta Suprema Corte (e a do Superior Tribunal de Justiça) orienta-se no sentido de repelir a possibilidade jurídica de o magistrado sentenciante valorar negativamente, na primeira fase da operação de dosimetria penal, as circunstâncias judiciais da personalidade e da conduta social, quando se utiliza, para esse efeito, de condenações criminais anteriores, ainda que transitadas em julgado, pois esse específico aspecto (prévias condenações penais) há de caracteriz

(Íntegra e dados do acórdão disponível para assinantes VP)
Cadastre-se e adquira seu pacote